Sustentável : Que Bicho é Esse?

quarta-feira, 22 de junho de 2011

TECENDO A SUSTENTABILIDADE

Qual é a importância do terceiro setor quando falamos em sustentabilidade? Será que uma Ong é sustentável?

O verdadeiro papel das entidades do Terceiro Setor é o de produzir mudanças em sua população, sejam elas ligadas ao meio ambiente, à saúde, à educação, às condições de sobrevivência, etc. Com isso, ao medir o desempenho dessas instituições devem ser observadas as metas definidas pela organização, se sua missão está sendo cumprida e se seus “serviços” estão alcançando e as pessoas a que se destinam e, por fim, se esse papel está sendo cumprido com a eficaz utilização dos recursos econômicos.

Portanto, mesmo as instituições cujo lucro é atividade “meio” e não “fim”, podem ser avaliadas segundo critérios econômicos e financeiros, desde que para isto se tenha o cuidado de observar se a missão da organização está sendo levada a cabo e se ela está efetivamente sendo um agente de mudanças humanas.

Uma outra importante pergunta que se deve fazer, em instituições sem fins lucrativos, é se os escassos recursos econômicos estão sendo aplicados exatamente onde estão os resultados. Peter Druker em seu livro Administração de Organizações Sem Fins Lucrativos, adverte:

 Acreditar que tudo aquilo que fazemos é uma causa moral, que deve ser perseguida haja ou não resultados, é uma tentação perene para os executivos de instituições sem fins lucrativos. Porém, mesmo que a causa em si seja moral, é melhor que a maneira pela qual ela é perseguida produza resultados.”

 Repararam que é a visão Triple Botton Line? Ambiental, social e econômico de forma isonômica? Apesar das dificuldades encontradas pelas ONGs, elas contribuem na disseminação de informações sócio-ambientais quando trabalham em teias, na construção de cadeias virtuais de divulgação do seu trabalho junto à sociedade e muitas vezes, fazendo o papel do governo.

Vide a trajetória de sucesso da entidade Afroreggae na pacificação de conflitos em áreas de risco, no Rio de Janeiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário